Hélder Ferreira
CEO & Founder Quality Case | Ex-Presidente Young Minho Enterprise
https://www.linkedin.com/in/helderjose11/

Ser admitido no curso que pretendíamos desde o início do ensino secundário e terminar o mesmo ao final do tempo previsto não nos torna diferentes dos demais estudantes – o ensino para massas terá sempre este problema. Ora, estaremos efetivamente preparados para ingressar no mercado de trabalho nessa altura? E será a formatação a forma ideal de nos prepararmos para o mesmo? Eu não acredito, e foi a partir desse prisma que iniciei o meu percurso na Universidade do Minho: o não querer ser mais um aluno, mais um licenciado. Queria desenvolver-me ao máximo pessoal e profissionalmente, ser uma mais-valia para uma empresa e, acima de tudo, perceber exatamente aquilo que pretendia exercer no mundo profissional.
Foi por esse motivo, e depois de uma cuidada análise das variadas (e excelentes) associações existentes na Universidade do Minho, que optei por me candidatar a ingressar na Young Minho Enterprise, a júnior empresa da Universidade do Minho.Hoje, recém-licenciado em Administração Pública, prestes a terminar a pós-graduação em Economia Industrial e da Empresa, e ex-presidente da mesma associação, tenho a certeza que o meu percurso académico me permitiu validar tudo aquilo que acreditava: a maximização das minhas capacidades apenas foi possível graças à conjugação de todas as experiências que tive a nível académico, mas também no contexto associativo, onde desenvolvi as minhas soft-skills que, de uma forma geral, seriam impossíveis de desenvolver de outra forma.
Ser recrutado e recrutar, gerir personalidades fortes e ser gerido por estudantes com potenciais incríveis, gerir e implementar novas ideias para a associação e contactar diretamente com o tecido empresarial bracarense: tudo experiências que tive, competências que uma simples licenciatura jamais ensinaria.
A gestão de tempo e a definição de prioridades foi um dos pontos-chave deste percurso, desde o início porque quando somos pró-ativos acreditamos que conseguimos realizar tudo aquilo a que nos propomos nem que tenhamos de abdicar de algumas coisas. Infelizmente, o dia não tem mais de 24 horas e todos nós já sabemos mas sem duvida que existe uma alteração ao nosso dia-a-dia que obriga a algumas mudanças. No entanto, apartir do momento que começamos a priorizar as tarefas e principalmente a saber delegar, tudo se torna mais fácil e podemos desfrutar dos nossos momentos de lazer de igual forma.
A responsabilidade foi imensa, a determinação incalculável e a persistência passou a ser a palavra que melhor me descreveu durante os 3 anos do meu percurso. Tal como Winston Churchill afirmou, “Success consists of going from failure to failure without loss of enthusiasm”.

Compartilhe este post sobre: